Archive for the ‘ Textos ’ Category

Os Hopis

Os Hopi são, provavelmente, o povo indígena mais misterioso dos EUA. Existem muitas controvérsias quanto a sua origem, apesar das lendas do povo serem bem claras nesse ponto. Já estavam localizados no nordeste do Arizona quando os espanhóis chegaram, por volta de 1540. Como sempre foram dominados pelos espanhóis por longo período, mas não foram convertidos ao catolicismo e, finalmente,se revoltaram e expulsaram os espanhóis, sendo depois dominados pelo exército americano.

Ao que tudo indica, a linguagem dos hopi foi mais estudada que suas lendas. Por meio desses estudos, se percebeu que eles possuem um sentido de tempo completamente diferente do que se conhece, além de não apresentarem uma diferença nítida entre o que é experimentado e o que é sonhado. Os sonhos fazem parte da realidade hopi. Mas o que realmente chamou a atenção dos pesquisadores do insólito foram as narrativas sobre suas origens.

Um dos maiores trabalhos de recuperação desses mitos foi realizado pelo americano Joseph F. Blumrich. A história dos Hopi é dividida em quatro eras, sendo que vivemos na última. Eles indicam a origem de sua civilização, milênios atrás, num continente a que chamam de Kaskara, localizado no oceano Pacífico, e que, começou a submergir devido a uma guerra de grandes proporções envolvendo outros continentes do planeta. O que restou de Kaskara seriam as ilhas dos Mares do Sul, o que levou vários pesquisadores a levantar a hipótese de Lemúria.

Os hopi – uma parte do povo que habitava esse continente – fugiram com a ajuda dos seres que chamam Kachinas (ou Katchinas ), sábios poderosos de um planeta chamado Toonaotekha, que os levaram em “escudos voadores”, “pássaros gigantes” e navios de vários tamanhos.

Assim, na história dos insólitos, os Kachinas estão diretamente ligados as noções a respeito da presença de seres extraterrestres atuando em diversas civilizações da Terra, em épocas muito remotas. Os hopi têm registradas as passagens históricas em pinturas em rochas, que eles sabem interpretar com facilidade. Outra parte do povo do continente foi levada para a América do Sul e Central. Os grupos se dividiram, estabelecendo-se em várias partes do continente. Alguns pesquisadores vêem nos hopi os antepassados de maias e astecas. Eles falam de uma cidade antiqüíssima a que chamam de Paltquapi – e que é tida como a Palenque atual e dos maias – onde várias ciências eram ensinadas pelos Kachinas. A decadência iniciou quando os Kachinas foram embora. Um fato que causou espanto foi a reação de imensa alegria dos hopi do Arizona quando viram fotografias da cidade maia de Tikal, uma vez que identificavam os sinais de seu clã e sua história.

Este povo continua a praticar a sua cultura tradicional, num grau mais elevado que a maioria dos outros nativos americanos. A religião dos Hopi é essencialmente pacífica e envolve o respeito por todas as coisas e seres da Natureza, de acordo com os mandamentos de Maasaw, Criador e Protetor do Mundo. Nos seus ritos religiosos, os Hopi pedem benefícios para todos os povos da Terra. Possuem uma cosmogonia que em tudo se assemelha a concepções que parecem repetir-se por todo o planeta, fato indicativo de que, de algum modo, toda a Humanidade recebeu as suas tradições de uma mesma fonte, embora as lendas e profecias tenham adquirido ao longo do tempo pequenas diferenças, insignificantes em relação ao todo e que são resultado de peculiaridades locais.

Os Hopi também acreditam na emergência e extinção cíclica dos Homens, que se renovam em raças cada vez mais evoluídas rumo a uma purificação espiritual que chegará ao termo ideal na Sétima Raça ou Sétimo Mundo (Em tudo semelhante à cultura hindu dos Vedas). O fim do mundo segundo a tradição Hopi inclui todo aquele elenco de catástrofes descritas em outras profecias, desastres naturais inevitáveis, considerando esta tradição que o cruzamento entre as órbitas da Terra e de um astro de grandes proporções – seja planeta, asteróide ou cometa (ou uma estrela Anã Marrom, companheira de nosso Sol) – produzirá evidentemente, grandes alterações no ecossistema terrestre. Este fim do mundo segundo os Hopi também inclui a idéia de uma punição, de um Karma negativo a ser resgatado, prevendo que uma estrela azul virá coroar uma seqüência de nefastas ações perpetradas pelos homens: irá acontecer uma guerra e esta será também um confronto entre valores materiais e valores espirituais. Somente os Hopi, ou os Pacíficos, serão poupados, restarão uns poucos sobreviventes, sementes do Quinto Mundo, o próximo.

Os sinais que anunciam o grande final já estão a ocorrer há algum tempo e são igualmente parecidos com todos aqueles citados em outras profecias, a grande maioria decorrentes dos aspectos negativos do notável avanço tecnológico alcançado pela Humanidade e conseqüente falta de espiritualidade. Os Hopi, assim como outros povos, foram salvos de um grande dilúvio no passado e estabeleceram um acordo com o Grande Espírito (O Criador) em que nunca se separariam dele. Então ele fez um conjunto de tábuas de pedra sagradas chamadas Tiponi nas quais inseriu os seus ensinamentos, profecias e avisos.

A profecia mais persistente e confirmável é uma que foi dada nos tempos antigos pelos Anciões Hopi. Esta profecia foi passada através da tradição oral e pela referência às tábuas antigas. Os anciões revelaram que haveria nove Sinais antes que surgisse o 5º Mundo. Este quinto novo (também coincide com idéia hindu encontrada nos Vedas) mundo seria um mundo de paz e de abundância – uma Nova Terra. De acordo com Pena Branca, um Hopi do antigo Clã dos Ursos, a profecia se realizaria assim:

“O Quarto Mundo terminará em breve e o Quinto Mundo começará. Os anciões sabem disto. Os Sinais no decorrer dos anos foram se realizando e assim poucos restam:”

“Este é o Primeiro Sinal: Foi-nos dito da vinda dos homens de pele branca, como Pahana, nosso perdido Irmão Branco das Estrelas. Mas estes homens não viverão como Pahana, eles serão homens que tomarão a terra que não é deles e os homens que atacarão os seus inimigos com o trovão (armas de fogo).”

“Este é o Segundo Sinal: As nossas terras verão a vinda das rodas cheias de vozes. Na sua juventude, o meu pai viu esta profecia realizar-se com os seus olhos – os homens brancos que trouxeram as suas famílias em vagões (os carroções dos colonos) pelas pradarias.”

“Este é o Terceiro Sinal: Uma estranha besta como um búfalo com grandes e longos chifres assolará a Terra em grande número. Estes Penas Brancas viram com os seus próprios olhos – a vinda do gado de longos (raça Long Horn) chifres dos homens brancos.”

“Este é o Quarto Sinal: A Terra será atravessada por cobras de aço – os caminhos-de-ferro” (as estradas de ferro e os trens).

“Este é o Quinto Sinal: A Terra será atravessada por uma rede de fios de aranhas gigantes – a energia elétrica e as linhas primeiro dos telégrafos e agora as telefônicas”.

“Este é o Sexto Sinal: A Terra será atravessada por rios de pedra que fazem imagens – auto-estradas com miragens causadas pelo Sol”.

“Este é o Sétimo Sinal: Vocês ouvirão o mar se transformar em negro e muitas coisas vivas morrerão por causa disto – derramamento de petróleo nos oceanos”.

“Este é o Oitavo Sinal: Vocês verão muitos jovens da raça branca que usam cabelos longos como a nossa gente. Eles virão e se juntarão às nações tribais, para aprenderem novos modos e sabedoria – os hippies nos anos 60 e 70.”

“E este é o Nono e Último Sinal: Vocês ouvirão uma residência nos Céus, acima da Terra, que cairá com um grande estrondo. Aparecerá como uma Estrela Azul. Logo depois disto, as cerimônias do meu povo cessarão”.

“Estes são os sinais que mostram que a grande destruição está a aproximar-se. O mundo balançará para lá e para cá. O homem branco lutará contra outras pessoas em outras terras, com aqueles que possuem a primeira luz da sabedoria. Haverá muitas colunas de fumo e fogo, como Pena Branca viu o homem branco fazer nos desertos, não muito longe daqui. Só os que virão causarão doença e um grande número morrerá. Muitos do meu povo entendem as profecias e estarão seguros. Esses que ficarão e que vão morar nos lugares onde mora o meu povo estarão seguros. Então haverá muito para reconstruir. E logo após Pahana (significa irmão branco desaparecido, esta lenda do Pahana parece estar intimamente relacionada com os Astecas e a história de Quetzalcoatl, assim como outras lendas da América Central) voltará e trará com ele o amanhecer do Quinto Mundo. Ele plantará as sementes da sabedoria nos corações das pessoas.

Até mesmo agora as sementes estão a ser plantadas. Isto abrirá o caminho para o aparecimento do Quinto Mundo”.

Rochas conhecidas como Corn Rocks, que segundo os Hopis, quando elas caírem, será o fim do mundo. (Também é uma área de sepultamento).

A profecia Hopi refere que o aparecimento da Estrela Azul Kachina iniciaráum período de grande purificação, um período emque a Terra será purificada e limpa da negatividade, em preparação para o surgimento do 5º Mundo (“virá quando Saquasohuh – estrela azul – Kachina dançar na praça e remover a sua máscara”). Existe uma rocha saibrosa (imagem no início) num penhasco perto de Second Mesa, que pertence à reserva Hopi no Arizona. Neste penhasco está gravada uma imagem do nosso passado, presente e futuro. Este local é mais comumente conhecido como a rocha da profecia Hopi.

A profecia desta rocha descreve dois tipos de caminhos: o caminho daqueles que pensam preferencialmente com cabeça e o daqueles que pensam mais com o coração. Podemos dizer que o primeiro caminho é o daqueles que usam mais o hemisfério esquerdo do cérebro, privilegiando o pensamento analítico, enquanto que o segundo caminho é o daqueles que usam mais o hemisfério direito, servindo-se mais do pensamento intuitivo. O homem moderno tem pouco equilíbrio porque vive numa sociedade em que o hemisfério esquerdo é o dominante. Atualmente damos mais ênfase ao raciocínio analítico e menos importância à intuição e aos sentimentos.

A profecia da rocha mostra um entroncamento no qual as pessoas vão ter de fazer uma escolha, ou continuam a pensar apenas com a cabeça ou decidem começar a pensar mais com o coração. Se escolherem o primeiro caminho, isso irá guiá-las à autodestruição, mas se escolherem pensar com o coração, então gradualmente regressarão ao estilo de vida natural e sobreviverão.

Corn Rocks, Second Mesa, Reserva Hopi


Fonte: Dicionário do Mundo Misterioso,Gilberto Shoereder, Pág 156-157; Clube de Gaia

Anúncios

O que é 2012? – Resumo de Teorias

Conforme o ano de 2012 se aproxima, cientistas, religiosos e místicos do mundo inteiro correm atrás de pistas deixadas por civilizações e profetas do passado explicando como será o fim dos tempos. Em diversas culturas ancestrais o ano de 2012 é marcado nos calendários como o ‘Armagedom’, o ‘apocalipse’, o ‘fim do mundo’, ‘o juízo final’, ‘o fim de um ciclo’ e, nos mais otimistas, ‘o ano em que esta era terminará e outra, melhor, será iniciada’. Maias, Egípcios, Celtas, Hopis, Nostradamus e diversos profetas, Chineses e Budistas, WebBots, Cientistas e Religiosos das mais diferentes crenças dizem que o mundo como o conhecemos pode estar com os dias contados.

Veja a seguir algumas teorias do que poderá ocorrer em 2012, antes ou depois. Algumas teorias possuem base científica, outras são espiritualistas e místicas. Recomenda-se bom senso na leitura.

Segundo a cosmologia Maia, o Planeta Terra possui 5 grandes ciclos ou eras, cada um com cerca de 5.125 anos. Para eles, 4 já passaram. “Os 4 ciclos anteriores terminaram em destruição. A profecia maia do juízo final refere-se ao último dia do 5º ciclo, ou seja, 21 de dezembro de 2012.” diz Steven Alten. O quinto e atual ciclo também terminará em destruição? O que irá desencadeá-la? A resposta pode estar em um raro fenômeno cósmico que os maias previram a mais de 2.000 anos. “A profecia maia para 2012 baseia-se em um alinhamento astronômico. Em dezembro de 2012, o sol do solstício vai se alinhar com o centro de nossa galáxia. É um raro alinhamento cósmico. Acontece uma vez a cada 26.000 anos” diz John Major Jenkins, autor do livro Maya Cosmogenese 2012.

A cada 26.000 anos o sol se alinha com o centro da Via Láctea. Ao mesmo tempo ocorre outro raro fenômeno astrológico, uma mudança do eixo da terra em relação a esfera celeste. O fenômeno se chama Precessão. A data exata disto tudo é 21 de dezembro de 2012. “A Terra oscila lentamente sobre seu eixo mudando nossa orientação angular em relação a galáxia. Uma precessão completa leva 26.000 anos.” diz John Major Jenkins.

Mas o que de fato acontecerá na fatídica data de 21 de dezembro de 2012? Para muitos será o dia da aniquilação da raça humana devido a uma inversão dos pólos da Terra. Como isso seria possível? Devido a distúrbios nos campos magnéticos do Sol que, gerando colossais tormentas solares, afetarão a polaridade de todo o nosso planeta. Resultado: o campo magnético terrestre se inverterá imediatamente, com conseqüências catastróficas para a humanidade. Violentos terremotos demolirão todos os edifícios, alimentando tsunamis colossais e atividade vulcânica intensa. Na verdade, a crosta terrestre deslizará, arremessando continentes a milhares de quilômetros de sua localização atual.

Até já estão sendo desenvolvidos novos mapas da geografia terrestres após as alterações físicas que supostamente ocorrerão. Especula-se que a Europa e a América do Norte sofrerão um deslocamento de milhares de quilômetros em direção ao Norte, e seu clima se tornará polar.

Para a surpresa de muitos, em 2008 apareceu um Crop Circle (círculos nas plantações) indicando a formação planetária em 2012 e talvez querendo nos alertar para algo que ocorrerá em 21/12/2012.

Outros falam que grandes cataclismos serão gerados devido a passagem de um astro/cometa/planeta perto da Terra. Seria o “abominável da desolação” de Jesus, a “abominação desoladora” do profeta Daniel, a “grande estrela ardente com um facho, chamada Absinto” do Apocalipse de João, a “grande estrela“, “o grande rei do terror“, “o monstro” ou “o novo corpo celeste” de Nostradamus, o “astro Intruso” ou “planeta higienizador” de Ramatis, o “planeta chupão” citado por Chico Xavier, ou o “Planeta X” procurado pelos astrônomos, ou o “12º planeta” de Zecharia Sitchin, ou o Nibiru/ Marduk” dos Sumérios, ou ainda o “Hercólubus” da turma da Gnose.

A edição 148 da Revista UFO, de dezembro de 2008, veiculou extenso artigo sobre o suposto astro Nibiru, intitulado Nibiru: Perigo Iminente, do professor universitário e autor Salvatore De Salvo, consultor da UFO, defendendo sua existência e a iminência de um desastre na Terra quando de sua passagem, esperada para 2012. Embora esta visão catastrófica tenha sido contestada pelo Ufólogo Marco Antonio Petit na edição 151 da Revista UFO, de março de 2009, Salvatore voltou a ratificar o alerta sobre a aproximação de Nibiru num artigo publicado pelo site da Revista Ufo em abril de 2009. No programa Fantástico da Rede Globo de 1 de março de 2009 o tema 2012 e Nibiru foi abordado muito rapidamente. Como se poderia esperar de uma emissora de TV aberta e destinada a grande massa (povão) infelizmente o tema foi tratado com deboche e visto como um “Hoax” (boato fraudulento), sem que tenha havido qualquer investigação aprofundada por parte da emissora (o site porque2012.com apareceu rapidamente nesta reportagem).

Parece loucura, mas talvez seja verdade que o Sol tenha uma companheira mortal que ameace a vida em nosso planeta. A hipotética companheira do sol foi sugerida pela primeira vez em 1985 por Whitmire e Matese, que a batizaram de Nêmesis, a deusa da vingança. Seria até mesmo possível que esta “estrela da morte” já estivesse presente em algum catálogo estelar, sem que ninguém tivesse notado algo incomum. Entre os defensores da existência de Nêmesis estão geólogos que apostam que a cada 26 ou 30 milhões de anos ocorrem extinções em massa da vida na Terra, paralelamente ao surgimento de uma grande cratera de impacto (ou várias delas). Registros geológicos de fato indicam uma enorme cratera de impacto no mar do Caribe, com 65 milhões de anos, do final do período cretáceo, coincidindo com o fim do reinado dos dinossauros Esse evento teria aberto caminho para que nossos antepassados mamíferos tomassem conta do planeta e nossa própria espécie pudesse evoluir. Um ou mais cometas teria atingido a Terra, argumentam, envolvendo-a numa nuvem de poeira durante meses.

A ideia de um planeta gigante e desconhecido passar perto da Terra ou até mesmo chocar-se pode parecer absurda, mas a ciência indica que temos com o que nos preocupar. Estamos falando de asteróides. Um asteróide (2003 QQ47) de pouco mais de um quilômetro de diâmetro estaria a caminho da Terra e poderia colidir com o planeta em 21 de março de 2014, segundo astrônomos da agência britânica responsável pelo monitoramento de objetos potencialmente perigosos para o planeta. Outro risco seria o asteróide VD17 2004 descoberto em 27 de novembro de 2004, que possui aproximadamente 500 metros de comprimento e um bilhão de toneladas. A Nasa declarou que o VD17 2004 poderia colidir com a Terra no início do próximo século, e com o impacto causaria a liberação de 10 mil megatons de energia (o equivalente à explosão de todas as armas nucleares existentes no planeta) causando a destruição em massa do planeta. O 2004 VD17 é o asteróide com as maiores chances de entrar em colisão com a Terra. As chances de uma colisão com a Terra, em 4 de maio de 2102, foram avaliadas na ocasião como uma possibilidade de uma em 3.000. Novas observações e cálculos complementares aumentaram o risco a “pouco menos de um por 1.000”. Outro asteróide que põe medo nos cientistas é o chamado Apophis. Segundo os cientistas, há uma pequena possibilidade dele entrar em rota de colisão com a Terra nas próximas décadas. Recentemente a Nasa disse que não tem condições de detectar e destruir asteróides.

Para os cientistas da NASA a data de 2012 será marcada por violentas tormentas solares e pelo degelo total do Pólo Norte. Para os governos e a ONU algo terrível está para ocorrer com nosso planeta, por isso foi inaugurado no início de 2008 o “cofre do fim do mundo” que visa abrigar sementes de todas as variedades conhecidas no mundo de plantas com valor alimentício. Na 14ª Conferência das Nações Unidas sobre a mudança climática, no início de dezembro de 2008, o ministro polonês do Meio Ambiente, Maciej Nowicki, considerou que a “humanidade com seu comportamento já empurrou o sistema do planeta Terra a seus limites”. “Continuar assim provocaria ameaças de uma intensidade jamais vista: enormes secas e inundações, ciclones devastadores, pandemia de doenças tropicais e até conflitos armados e migrações sem precedentes”, lançou, pedindo aos negociadores que não “cedam a interesses particulares obscuros neste momento em que devemos modificar a direção perigosa que a humanidade tomou”. Veja aqui a notícia completa. Críticas à comunidade financeira internacional dominaram o discurso do presidente da Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em junho de 2009, Miguel d”Escoto, na abertura da conferência sobre a crise mundial disse: ‘Devemos evitar que a crise (financeira) se transforme em tragédia humanitária, e os humanos acabem como os dinossauros.’. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, alertou, na terceira Conferência da ONU sobre o Clima que, segundo ele, o aquecimento global está colocando o mundo num abismo. “Estamos pisando fundo no acelerador e caminhamos para o abismo”, denunciou Ban.

A Revista Science publicou um artigo em 26-junho de 2009 informando que os cientistas são unânimes em dizer que não estamos preparados para a próxima máxima solar que acontecerá entre 2012 e 2013. Uma grande tempestade solar poderá trazer consequências assustadoras para a humanidade. Danos à rede de força e sistemas de comunicação poderão ser catastróficos, falam os cientistas, com efeitos que podem levar ao descontrole governamental da situação. As previsões são baseadas em uma grande tempestade solar de 1859 que fez com que os fios dos telégrafos entrassem em curto nos EUA e Europa, levando a grandes incêndios. Possivelmente foi a pior em 200 anos, de acordo com um novo estudo. Com o advento das redes de energia, comunicação e satélites atuais temos muito mais em risco.“Uma repetição contemporânea do evento [de 1859] causaria distúrbios sócio-econômicos significativamente mais extensos”, concluíram os pesquisadores. A cada 11 anos, quando o sol entra na sua fase mais ativa, ele pode enviar tempestades magnéticas poderosas que desligam satélites, ameaçam a segurança dos astronautas e até interrompem sistemas de comunicação na Terra. Um artigo do canal americano FOXNEWS disse: “Uma brutal tempestade solar poderia ‘apagar’ os EUA por meses”. Para piorar a situação, cientistas da NASA informaram em 2003 que foram descobertos “buracos” no campo magnético da Terra, o que pode indicar que nosso escudo protetor contra as tempestades solares não suportará a máxima solar que vai ocorrer por volta de 2012. Recentemente um estudo mostrou que o sol bombardeia a Terra com rajadas de partículas – o chamado vento solar – mesmo quando sua atividade parece estar em baixa. Se isso for verdade, a Terra pode sofrer grandes impactos mesmo diante de um período de mínimo solar.

Para os WebBots algo devastador vai ocorrer em 2012. Segundo seus idealizadores, os WebBots parecem indicar algum evento ligado a descarga de plasma que poderá atingir nosso Planeta por volta de 2012. Isso poderia sugerir uma explosão de raios gama ou algum evento ligado a tormentas solares que poderá nos atingir por volta de 2012 (como já falamos antes). Especula-se também que será por volta de 2012 que o mega vulcão de Yellowstone entrará em erupção e destruirá metade dos EUA, além de afetar drasticamente o clima de todo o Planeta. Também especula-se que a Costa Leste dos EUA poderia ser atingida por um grande tsunami ocasionado por uma explosão vulcânica próximo às Ilhas Canárias. Este evento, segundo alguns cientistas. atingiria também a costa norte e nordeste brasileira.

Especialistas consideram possível que nos próximos anos aconteça o temível “Terremoto do Tokai” no Japão, um mega terremoto de proporções catastróficas. Outra possibilidade real que aterroriza os cientistas é a ocorrência de uma mega terremoto mortal em Los Angeles, o chamado “Big One”. Segundo alguns cientistas, há sinais que indicam que este evento inevitável se aproxima.

Alguns estudiosos acreditam que 2012 é a data final para acharmos uma solução para o inevitável fim do petróleo que poderá ocorrer nas próximas décadas. Caso isso não seja feito o mundo poderá entrar em uma imensa recessão global e posterior colapso econômico. As nações irão lutar entre si pela última gota de petróleo. Isto poderá desencadear uma guerra no planeta e o fim da civilização como a conhecemos, alertam estes estudiosos.

O ‘Código da Bíblia’ parece indicar que o fim dos tempos chegou após o atentado de 11 de setembro de 2001 e poderia culminar com a queda de um asteróide ou guerra atômica no ano de 2012. Já para o Timewave Zero a data de 21 de dezembro de 2012 marca o equilíbrio, o fim dos velhos paradigmas, o novo começo, onde nada será mais como era anteriormente.

Estudiosos do “Livro Perdido de Nostradamus” fazem interpretações do que seria um aviso de Nostradamus sobre o período que vai de 1999 até 2012. Segundo estas interpretações, Nostradamus parece nos avisar sobre um evento de grande magnitude que pode ocorrer por volta de 2012 em nosso Planeta.

Para alguns monges tibetanos a data de 2012 marcará o “fim dos dias”, podendo ocorrer uma guerra atômica por volta deste ano. Ainda segundo este monges, o mundo não será totalmente destruído, já que haverá uma intervenção extraterrestre.

A data de 21 de dezembro de 2012 é também a data mágica para os índios Hopis do Arizona. “A Profecia Hopi é uma tradição oral de histórias que, no dizer dos índios, previram a chegada do homem branco, as guerras mundiais e as armas nucleares. Eles prevêem também que o tempo acabará quando a humanidade passar para o ‘quinto mundo'”, relata Richard Boylan em Earth Mother Crying: Journal of Prophecies of Native Peoples Worldwide. Os Hopis escondem ciosamente suas profecias do público em geral, a ponto de às vezes processarem aqueles que as divulgam. No entanto, sabe-se que o Calendário Hopi combina basicamente com o dos maias: ambos marcam o começo do Quinto Mundo, ou Idade, para 21/12/2012.

Algumas fontes sugerem que estamos atualmente nos aproximando do final do Kali Yuga (Idade do Ferro) que, segundo a tradição Hindu, é a última e mais negativa das quatro eras evolucionárias do grande ciclo manvantárico. Existiu uma Idade de Ouro (Satya Yuga), mas à medida que o tempo avançou, o planeta entrou numa espiral descendente negativa e a qualidade de vida em cada Yuga (Idade ou Era) tornou-se gradualmente removida do conhecimento da verdade e da lei natural. O Kali Yuga é caracterizado pela intoxicação, prostituição, matança de animais, destruição da natureza e pelo vício do jogo. Esta é a era onde a gratificação dos sentidos é a meta da existência, onde se acredita somente no que se vê, onde não existe misericórdia e onde Deus se tornou um mito. Existem guerras, o vício e a ignorância são dominantes e a verdadeira virtude é praticamente inexistente. Os líderes que governam a Terra são violentos e corruptos e o mundo tornou-se completamente pervertido. Segundo os preceitos do hinduísmo, Kalki, o 10º e final avatar de Vishnu, virá montado num cavalo branco, manuseando uma espada flamejante com a qual irá derrotar o mal e restaurar o dharma, dando início a um novo ciclo, uma nova Idade de Ouro ou Satya Yuga. No “Brahma-Vaivarta Purana”, que é um texto religioso Hindu, o senhor Krishna diz a Ganga Devi que uma nova Idade de Ouro irá começar 5 000 anos depois do início do Kali Yuga e que esta durará 10 000 anos. Esta previsão da chegada de um novo mundo é também profetizada pelos maias. O calendário maia começou com o 5º Grande Ciclo em 3113 a.C. e terminará em 21 de Dezembro de 2012. O Kali Yuga Hindu começou em 18 de Fevereiro de 3102 a.C. Só existe uma diferença de 11 anos entre o começo do Kali Yuga e o começo do 5º Grande Ciclo dos maias. Os antigos Hindus utilizaram principalmente calendários lunares, mas também calendários solares. Se o calendário lunar normal equivale a 354,36 dias por ano, então seriam 5270 anos lunares desde que começou o Kali Yuga até à data de 21 Dezembro de 2012. São cerca de 5113 anos solares de 365,24 dias por ano desde o início do Kali Yuga até ao Solstício de Inverno de 2012. Desta forma, o calendário Maia parece corroborar o calendário Hindu. Quer por anos solares ou lunares, de acordo com as antigas escrituras Hindus, parece ter chegado o tempo da profecia de Krishna se realizar. Uma idade de ouro pode assim começar em 2012. É impressionante porque ambos os calendários começam mais ou menos ao mesmo tempo, há cerca de 5000 anos atrás e ambos prevêem um novo mundo totalmente diferente, uma Idade de Ouro que se iniciará cerca de 5000 anos depois do começo dos mesmos. E não deixa de ser espantoso porque, historicamente, estas duas culturas antigas não tiveram nenhum tipo de contato. Mais uma vez parece existir alguma verdade por detrás disto.

Para Howard Menger, famoso contatado por seres extraterrestres dos anos 50, os et’s teriam lhe contado que retornariam à Terra em 2012. Curiosamente o sacerdote Maia Chilam Balam diz o mesmo. Segundo ele, o fim deste katum, que terminará em 2012, será marcado pelo retorno da divindade Suprema à Terra, anunciando uma nova era, nas relações humanas. O Livro Sagrado Maia do CHILAM BALAM, diz: “Ao final do último Katun (1992-2012) haverá um tempo em que estarão imersos na escuridão, mas logo virão os homens do Sol trazendo o sinal futuro. Despertará a Terra pelo norte e o poente, o ITZA despertará”. Podemos ver que esta profecia Maia é compatível com os religiosos que aguardam pela volta do messias ou pelos estudiosos dos discos voadores que esperam o grande contato extraterrestre. Todos falam que este evento ocorrerá o mais breve possível.

Os religiosos e espiritualistas esperam pelo “Juízo Final” ou “Armagedon”, a separação espiritual do “joio e do trigo” ou a “batalha final entre Deus e Satã”, que se dará com a chegada de um messias (ou numa visão mais moderna dos extraterrestres) e colapso total da civilização humana baseada no materialismo/ egoísmo (colapso do sistema econômico) e início de um “novo mundo”, uma nova civilização voltada ao espiritualismo, amor e fraternidade. Nesta mesma linha de “juízo final”, outros falam que a chegada dos extraterrestres se dará após um cataclismo provocado pela passagem do “segundo sol” (como já falamos anteriormente).

Estudiosos do Calendário Maia como o espiritualista Fernando Malkun também defendem a teoria que a data será marcada por uma mudança de consciência: o fim do medo.

Não podemos esquecer que na visão espiritualista do “fim do mundo”, o lado material (catástrofes, fim do dinheiro, materialismo, consumismo, etc) é colocado em segundo plano. Não que isso não acontecerá. Eles falam que sim, mas o que vai separar um mundo do outro é uma mudança consciencial: a consciência egoísta e individualista “sou ser humano, pertenço ao planeta Terra” morrerá e nascerá a consciência universalista “sou a encarnação de um espírito, pertenço ao Universo”. Lembrando que para os espíritas e muitos espiritualistas os reprovados no “juízo final”, ou seja, aqueles que não mudarem a consciência frente as últimas “provas”, serão exilados no Nibiru/ Planet X e terão que recomeçar do zero todo o processo de reencarnação, enquanto que os aprovados para a nova Terra vão estar livres de recordações do passado e qualquer traço de egoísmo e individualismo. Serão os habitantes da nova Terra, do “mundo de regeneração”, como os espíritas falam.

Como viu, muitos têm a sua versão do que vai ocorrer por volta de 2012. Mas se notar você vai ver que não será o “fim do mundo”, mas o fim de “um tipo de mundo”, da nossa civilização, sociedade, raça. Como sempre aconteceu, uma nova raça mais desenvolvida vai surgir após a extinção da velha.

Não nos restam dúvidas que nossa civilização está à beira do colapso. Nunca antes estivemos mergulhados em tantas crises ao mesmo tempo: superpopulação humana, pobreza e desigualdade social, crise financeira mundial, crise alimentar, crise energética, escassez de água e petróleo, consumismo frenético, ameaças de terrorismo e guerras nucleares, o reaparecimento de doenças mortais, escândalos envolvendo políticos, quedas de governos, mudanças climáticas e o aumento impressionante das catástrofes naturais e da extinção de espécies, além do agravamento da violência e distúrbios civis. Qualquer um que usar a inteligência deve compreender que, independentemente das profecias de 2012 se realizarem, nossa sociedade está caminhando a passos largos em direção ao precipício. Basta ser um bom observador e perceber isso. Por mais absurdo que possa parecer, isso não é nem um pouco irracional. Se voltar no tempo verá que grandes civilizações entraram em colapso quando atingiram o auge intelectual e tecnológico. Num só golpe elas desaparecerem da face da Terra, deixando apenas perguntas sem respostas e um grande mistério.

Fonte: Porque 2012

Nibiru, O Planeta X

Uma coisa que todos tem que saber nesses últimos dias dessa era, é o tão divulgado Planeta X. Sua existência é alvo de especulações no governo, onde esses preferem esconder para não causar pânico a sociedade, mas os cientistas, estão aqui pra passar algumas informações necessárias para você conhecer tudo sobre esse planeta Chamado de Nibiru, 12º planeta, planeta x, segundo sol. etc.

NIBIRU, segundo os sumérios era o 12º planeta de um sistema solar composto de 12 corpos celestes. Eles incluíam a lua e o sol. Isso significa que os mesopotâmicos, assim como os maias, possuíam um conhecimento astronômico inexplicável para a época. Eles também afirmavam a existência de planetas que somente a ciência moderna conseguiu reconhecer, como o sub-planeta Plutão(1930), os misteriosos Urano( 1781) e Netuno( 1846). Se os sumérios estavam certos desses 3 planetas, eles também estão certos sobre Nibiru.

Resumo da linha do tempo:

1. Em 1982 a NASA reconheceu a possibilidade de um planeta solar extra.

2. Em 1983 a NASA lança o IRAS (Infrared Astronomical Satellite – Satélite Astronômico de Infravermelho), que localizou um objeto muito grande (nessa faixa espectral).

3. O jornal Washington Post entrevistou, na ocasião, um cientista do JPL-IRAS (Jet Propulsion Laboratory): “Um corpo celeste possivelmente tão grande como Júpiter e tão próximo da Terra que pode ser parte deste sistema solar foi encontrado na direção da constelação de Órion, por um telescópio em órbita. Tudo o que posso dizer é que nós não sabemos o que é isso”, disse Gerry Neugebauer, cientista chefe do IRAS. Todos os governos sabem sobre isto e eles estão tomando providências para sobreviverem à passagem do Planeta X (Nibiru) que está vindo, para manter intacto seus poderes.

4. Eles sabem que eles não poderão salvar a todos, e portanto somente salvarão aqueles que eles acharem que vale a pena salvar. Eles têm um plano, e você tem?

5. Existem coisas simples que você pode fazer hoje para atravessar os anos difíceis que virão. Apesar do que dizem os catastrofistas e negativistas, nossos ancestrais (pelo menos parte deles) sobreviveram cataclismas semelhantes, e portanto nós também podemos!

6. O que é Nibiru? Nibiru é um de muitos planetas que orbitam uma Estrela Escura (Dark Star) ou Anã Marrom (Brown Dwarf). Esta Estrela Escura tem cinco planetas menores, um sexto planeta do tamanho da Terra que abriga vida (Homeworld), e o sétimo é o planeta ou objeto que nós chamamos de Nibiru.

7. O Homeworld é muito parecido com a Terra e é onde moram os Annunaki, “os Gigantes ou Deuses de Antigamente”. Nibiru é na maior parte inabitável.

8. Quando a Estrela Escura fica no periélio (posição mais próxima do nosso Sol), entre 60 e 70 AU [AU=Astronomical Unit=unidade astronômica igual à distância média entre a Terra e o Sol], a órbita de Nibiru, que fica a 60 AU da Estrela Escura, possui uma órbita suficientemente alongada para atravessar nosso sistema solar, geralmente nas proximidades da órbita de Júpiter, apesar que isso pode variar.

9. A inclinação orbital de Nibiru é cerca de 30 graus com relação ao nosso plano solar ou da eclíptica. Quando Nibiru atravessa nosso sistema solar em movimento retrógrado (sentido oposto) com relação aos demais planetas, algumas vezes ele desloca os planetas causando perturbação generalizada neste processo.

10. Sua passagem é momentosa mas rápida, levando apenas algumas semanas, ou meses no máximo, após o que ele desaparece de vista. Ele tem a cor vermelha, com uma cauda cheia de entulhos, e é circundado por várias luas.

11. Nibiru e/ou suas luas foram responsáveis pela destruição de Maldek, que agora é o Cinturão de Asteróides (localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter). Ele também causou as crateras e cicatrizes superficiais na nossa Lua e nos planetas do nosso sistema solar, assim como as inclinações axiais variáveis dos planetas em suas órbitas.

12. Ele causou o afundamento da Atlântida e o Dilúvio de Noé. Ele é o vínculo físico (ou “balsa”) entre nosso sistema solar e o sistema da Estrela Escura (Estrela anã marrom).

13. Nibiru tem sido chamado de Disco Alado (com asas) ou com chifres (horned) pela humanidade do passado (por causa de sua aparência no céu).

14. Fatos: Quando Nibiru aproxima-se do sistema solar interior, ele irá acelerar rapidamente por debaixo da eclíptica, passando atrás e por baixo do Sol antes que ele passe para cima da eclíptica num ângulo de 33 graus.

15. A NASA está observando Nibiru agora a partir de seu novo telescópio do Polo Sul (S.P.T.=South Pole Telescope), numa área do Polo Sul.

Tyche, Elenin ou Nibiru?

Por: Laura Botelho

Nibiru, Eris, Hercolubus, Planeta X, Marduck,  Nemesis, Planeta Vermelho, Xena, Elenin… e agora virou Tique ! não importa a denominação, ele está por vir!

Como “eles” trabalham na “contra -informação” – faz parte do plano dar muitos nomes, muitas datas e eventos com significantes diferentes, mas mantendo o significa original em sua essência – no inconsciente coletivo.

Uma estratégia mental para colocar os idiotas discutindo sobre o sexo dos anjos – ou seja – quem é quem – se é verdade ou não – é pura perda de tempo para nós, mas ganho de tempo para “eles”.

Cometa C/2010 X1 (batizado pelos Russos por Elenin) foi descoberto durante uma “vistoria de rotina” do céu em 10 de dezembro de 2010. Veja que eles nunca procuram nada, os astro “surgem do nada”.

Essa descoberta sobre o Elenin foi um trabalho realizado no observatório independente russo ISON-NM, que opera no Asteroid Program do projeto russo ISON (International Scientific Optical Network, anteriormente – PulKON, ” cooperação Pulkovo de observadores óptica).

Já em novembro de 2010, a revista científica Icarus publicou um artigo dos astrofísicos John Matese e Daniel Whitmire,“propondo” a existência de uma companheira binária ao nosso sol,maior do que Júpiter, baseada entre a “nuvem de Oort” – um distante repositório de pequenos corpos de gelo na borda de nosso sistema solar. Esses pesquisadores usaram o nome “Tyche” para o “hipotético” planeta/cometa (eles ainda não decidiram o que ele é, mas faz  parte do plano para nos confundir).

A teoria que argumenta a evidência para o tal planeta teria sido gravada pela Wide Field Infrared Survey-Explorer (WISE).

Bom, como já estamos cansados desse papo de cometas vermelhos e seu significado, vamos ao que interessa. Vamos aprender a ler nas entrelinhas, vamos aprender a ver o que AINDA não estamos vendo.

Siga meu raciocínio:

Repare o pé esquerdo sobre o ombro de um homem - Parece que o está afundando, não?

Tique/ Tyche/ tykhai/ Tiké = etimologicamente significa “sorte” em grego, já em romano é equivalente a Fortuna – Divindade da mitologia Grega.

Trata-se de mais uma das muitas divindades que estamos nos familiarizando ultimamente – essa em especial, orienta e conduz os assuntos do mundo e sabemos o que rege o mundo = fortuna e a prosperidade.

Representante do desequilíbrio, da desarmonia por muitos, é referida também a constelação de virgem. Ela tem o leme nas mãos e orienta os navegantes, o curso de vôo, e as regras sobre a terra, como a marcha de guerras e a percepção da instabilidade dos assuntos humanos gerados por disputas sangrentas.

Tique, a amante cega da Fortuna, governa a humanidade com uma inconstância que explica as vicissitudes da nossa época. Na arte medieval era representada presidindo sobre todo o círculo do destino da humanidade. Na arte greco-budista de Gandara, Tique tornou-se intimamente associada à deusa budista Hariti.

O historiador grego Políbio acreditava que, sempre que não se descobrisse as causas de determinados eventos, tais como enchentes, secas ou geadas, estas causas podiam ser atribuídas com justiça a Tique…

Separei alguns textos que falam sobre essa Deusa:

Grego Lyric V Anónimo, Fragment 1019 (de Estobeu, Anthology):

“Tykhe início e fim para a humanidade, se senta no banco de Sophia (Sabedoria) e honra aos atos mortais, de que vêem mais bem do que mal, brilha a graça sobre a sua asa de ouro, e sobre a dimensão do seu saldo, dá ao mais feliz, vendo uma saída para o impasse em problemas, e traz luz na escuridão, é o mais excelente dos deuses.”

Ésquilo, Coéforas 963 e ss:

“Mas em breve tempo (Khronos) que realiza, todos passarão os portais de nossa casa, e depois toda a poluição vai ser expulsa do lar por limpeza ritos que expulsa calamidade. Os dados da fortuna (tykhai) mostrarão como eles caem, eis que favorável para quem permanece em nossa casa.”

Esopo, Fábulas 261 (de Chambry & Babrius, Fabulae Aesopeae 49):

“O viajante e Tykhe. Um viajante cansado de uma longa viagem fixa, vencida pelo cansaço, senta à beira de um poço profundo. Assim como ele estava prestes a cair na água, Lady Tykhe apareceu-lhe para acordá-lo de seu sono, assim, se dirigiu a ele:

“Bom senhor, hora de acordar: pois se você cair no poço, a culpa será jogada sobre mim, e eu vou ter uma má fama entre os mortais, pois EU acho que os homens estão sempre a imputarsuas calamidades para mim, porém muito pela sua própria loucura eles realmente trouxeram sobre si próprios. Todo mundo é o mestre para mais ou para menos de seu próprio destino.”

Devido a real e incontestável presença de Nibiru – ou Ticke – próxima ao nosso planeta, muitos eventos são relatados por cientistas para os próximos dias.

Conhecimento nos dá PODER de mudar 

e reforçar novas estratégias mentais!


4 de março
Nibiru romperá o plano da eclíptica no hemisfério norte – 2,26 UA da Terra – começando a influenciar nosso planeta com seu enorme campo magnético em convulsões e espasmos severos aumentando drasticamente o nível de terremoto e atividade vulcânica em alta escala.

15 março 2011

Este dia especial é que Saturno, Vênus,  Nibiru, aTerra o Sol, Marte, Júpiter e Urano estarão em alinhamento, um evento raro feito entre esses 7 planetas do sistema solar formando uma linha reta de corpos. Nessa primeira de 3 conjunções criará uma calha de eventos e “grandes chances” de provocar o deslocamento dos pólos – Precessão dos Equinócios.

A primeira das três conjunções onde a Terra é pega nas linhas ou na calha que liga o Sol no gradiente gravitacional junto a Nibiru. O sol estará puxando para um lado e Nibiru para o outro lado e as previsões para o evento de deslocamento do pólo poderia ocorrer nesse momento.

Os pólos magnéticos estão sendo influenciados e mudarão de forma gradual por conta da aproximação de Nibiru / Planeta X/ Tyche.

11 de setembro de 2011

Na segunda das 3 conjunções, Nibiru que tem uma trajetória hiperbólica atingirá o periélio no 10 º aniversário dos ataques no 11 de setembro de 2001. A cauda será apontada diretamente para a Terra em 27-Set-2011.

17 de outubro de 2011

Nessa data Nibiru estará visível e grande para todos verem, pois alcançará a sua máxima luminosidade quando chegar a 0,232 UA ou21,5 milhões de quilômetros da Terra. Só para efeito de comparação – A lua está a uma distância média de 238.855 milhas da Terra ou a largura de 30 Terras final até ao fim

22 de novembro de 2011

A terceira das três conjunções. Aqui justifica a expressão – nasceu a criança! Totalmente visível em meados de Agosto, será melhor avistado no céu antes do amanhecer, por conta da luz ofuscante do Sol.

Guardei o melhor para o final. Essa é para os céticos que estão as gargalhadas nesse momento que lêem esse texto.

O telescópio de mapeamento que passou mais de um ano fazendo a varredura do céu para busca de asteróides, cometas e outros objetos cósmicos, recebeu o seu último comando a partir de 17 de fevereiro.

Ned Wright, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, enviou o comando final para a nave WISE, que permanecerá em estado de hibernação sem contatos com a Terra aguardando um possível uso futuro.

Com certeza teremos que aguardar os próximos dias para nos certificarmos se esses eventos poderão ser ou não factíveis. Mas uma coisa é certa: os eventos solares estão compatíveis com essa aproximação de Nibiru e as mudanças geradas por essas informações são de extrema importância para nosso despertar.

Acredito que para muitos céticos, diante da “casa arrombada, destruída e arrasada” muitos resolvam “pensar” em colocar trancas, ter novas opções de enxergar uma nova moradia ou apenas ficar varrendo a calçada…

Vamos nos mexer! É chegada a hora! Enfim a liberdade!

Assista o vídeo:


Fonte: Nibiru –  O planeta X ; Laura Botelho


Dicas de Alimentação

A alimentação é importante para obtermos disposição, reconstituir os tecidos e órgãos, manter a saúde e diminuir o risco de doenças, além de ser responsável pela nossa vibração energética. Certos alimentos industrializados e outros que utilizam agrotóxicos intoxicam muito o nosso organismo, bloqueando áreas de nosso cérebro, que resulta em menor eficiência e doenças.

As frutas são para o homem o alimento de primeira necessidade, são as maravilhas construtoras do organismo humano, dão energia, saúde, desaceleram e retardam o processo do envelhecimento celular. Por isso devemos consumi-las à vontade.

A maçã tem propriedades únicas reguladoras, rica em ácidos fenólicos, fibras e antioxidantes que destroem os radicais livres, ajuda a varrer a gordura e o colesterol ruim (LDL). Ajuda a eliminar o açúcar (transformado em gordura) que vai para o intestino, facilita a digestão, impedindo alergias e irritações. Além disso, evita a formação de coágulos, previne o câncer digestivo, desfavorece a formação de cálculos, limpa o sangue, modera o apetite e ainda ajuda no emagrecimento. Isso mesmo, a maçã pode auxiliar, e muito, na perda de peso! Os homens que consomem pelo menos 54g e as mulheres que consomem no mínimo 71g por dia de maça, têm menores chances de ter um derrame. A ingestão do suco diário de duas maçãs seria o ideal. A fruta possui uma substância na casca que atua no cérebro e a polpa regenera as células.

Aqui temos alguns tipos de frutas para a nossa saúde: Abacate – abaixa ou reduz os níveis sangüíneos do LDL o colesterol ruim. Abacaxi – fonte de energia, dilui as toxinas das carnes ingeridas. Acerola – anemia, gripe, resfriados. Água de coco verde – remineralizante em potencial, reposição energética, trata os rins, anemia, estômago. Banana – ótima para tratar a hipertensão e repor o potássio perdido e necessário ao organismo. Caqui – dá a longevidade. Fruta do conde ou pinha – rica em elementos antioxidantes, altamente energética. Figo – importante para a manutenção dos fluídos corporais; trata a hipertensão. Mamão papaia – combate a artrite e sua enzima facilita a digestão. Melão – é um soro biológico que trata os rins e ajuda na desintoxicação alimentar, fortifica os ossos e os dentes. Melancia – elimina o ácido úrico, e desintoxica, fruta única. Morango – excelente para evitar e tratar a gota e o estômago. Nêsperaameixas amarelas e nectarinas – para resistência física combate a fadiga. Pêra – combate a hipertensão, tira o cansaço mental, alcaliniza o estômago. Pêssego – um néctar para os diabéticos. Romã – trata a garganta, e a rouquidão. Uva rosada– excelente tônico por causa de grande quantidade de substâncias flavonóides, para desobstrução de veias, e para tratar o coração, também para livrar-se da anemia.

Como dito no texto “Alimentação e Vibração Energética”, precisamos ingerir mais alimentos alcalinos, portanto, abaixo alguns alimentos de efeito alcalino para o organismo:

  • Sal marinho, alho ,orégano, alecrim;
  • Limão, lima, castanha de caju, lentilha;
  • Azeitonas verdes, aipo, abóbora;
  • Rabanete, couve , melão, especialmente o laranja;
  • Brócolis, repolho, maçã, mamão, kiwi;
  • Chá verde e outros chás de ervas;
  • Damasco, uva passa, amêndoas;
  • Ameixa umeboshi e algas marinhas.

Alguns alimentos que devemos evitar:

  • Alimentos Industrializados;
  • Embutidos;
  • Enlatados
  • Açúcar – Adoçantes;
  • Frituras;
  • Margarina;
  • Oléo de Soja;
  • Sanduíches;
  • Alimentos Embalados em Treta Pak;
  • Laticíneos,
  • Café.

Devemos adotar:

  • Produtos Orgânicos;
  • 70% Cru
  • 30% Cozido
  • 50% Menos (Qtd)
  • 0% Fritura;
  • Manteiga;
  • Se não conseguir evitar o açúcar, utilize o açúcar mascavo;
  • Mel a Vontade;
  • Oléo de Girassol;
  • Azeite;
  • Pimenta.

O que recomendamos também, é diminuir a quantidade do consumo diário. O ideal seria ingerir entre 50% a 60% do que comemos hoje, descartando os excessos, e desses 50 a 60%, boa parte ser vegetais e frutas.

Fontes de Pesquisa: Shvoong, PP.

Alimentação e Vibração Energética

Entenda porque certos alimentos baixam nossa energia, comprometendo a longevidade e dificultando nossos esforços de elevação espiritual. A certa altura do caminho espiritual, todos nós somos avisados que alimentos industrializados, artificiais e de origem animal, assim como bebidas alcoólicas, drogas e guloseimas devem ser evitados porque deixam muitas toxinas em nosso organismo. A justificativa para essa indicação é que a intoxicação do corpo baixa nossa vibração energética. 

Para explicar com mais clareza como a alimentação influi na qualidade energética dos seres humanos, transcrevemos trexos do livro “O Segredo de Shambhala” de  James Redfield, ele também escreveu outros livros clássicos como “A Profecia Celestina”.

A maioria das pessoas é cheia de energia e entusiasmos durante a juventude, mas, depois, na meia-idade, começa a escorregar lentamente ladeira abaixo e finge não perceber.  Afinal, todos os amigos estão na mesma situação e seus filhos são ativos, então eles passam cada vez mais tempo sentados, comendo as coisas que têm gosto bom. Não demora até que comecem a ter queixas e problemas crônicos tais como dificuldades digestivas e irritações da pele que atribuem à idade, e então, um dia, contraem uma doença grave, de cura difícil.

Geralmente procuram um médico que não ensina prevenção, e se põem a tomar remédios; às vezes o problema é resolvido, às vezes não é. E então, com o passar dos anos, elas pegam uma doença que piora progressivamente, e percebem que estão morrendo; seu único consolo é pensarem que o que está acontecendo com elas ocorre com todo mundo, que é inevitável. E o pior é que esse colapso de energia acontece, até certo ponto, até mesmo com quem pretende ser espiritualizado. (…)

Se procuramos ampliar nossa energia e ao mesmo tempo consumimos alimentos que nos roubam essa energia, não chegamos a lugar algum. Temos de avaliar todas as energias que rotineiramente permitimos que entrem em nosso campo de energia, especialmente os alimentos, e evitar tudo que não seja o melhor para que nosso campo continue forte. (…)

Sei que por aqui existem muitas informações conflitantes a respeito dos alimentos. Mas a verdade está aqui também. Cada um de nós precisa pesquisar, tentar ter uma visão mais ampla. Somos seres espirituais que viemos a este mundo para aumentar a nossa energia. No entanto, grande parte do que encontramos aqui destina-se simplesmente ao prazer sensual e à distração, e grande parte mina a nossa energia e nos empurra para a desintegração física.

Se realmente acreditamos que somos seres energéticos, devemos seguir o caminho estreito por entre essas tentações. Estudando a evolução, você verá que, desde o início, tivemos de escolher nosso alimento experimentando e errando, apenas para descobrir quais eram bons para nós e quais nos matariam. Se comer esta planta, você sobrevive; se comer aquela ali, morrerá. Hoje, já sabemos o que nos mata, mas só agora estamos aprendendo quais são os alimentos que aumentam a nossa longevidade e mantêm alta a nossa energia, e quais nos prejudicam. (…)

Parecemos ser de matéria, carne e sangue, mas somos átomos! Energia pura! A ciência já provou esse fato. Quando nos aprofundamos no estudo dos átomos, vemos primeiro partículas e depois, em níveis mais profundos, as próprias partículas se transformam em padrões de energia pura vibrando em certo nível. E se olharmos desta perspectiva para aquilo que comemos, veremos que o que colocamos em nosso corpo como alimentos aumenta o nosso estado vibratório, ao passo que outros diminuem. A verdade é simples.

Todas as doenças resultam de uma queda na energia vibratória; quando a nossa energia cai até determinado ponto, existem forças naturais no mundo que se destinam a desintegrar o nosso corpo. Quando alguma coisa morre, como por exemplo um cachorro atropelado por um carro ou uma pessoa depois de longa doença, as células do corpo imediatamente perdem a vibração e se tornam muito ácidas quimicamente. Esse estado ácido é o sinal para os micróbios do mundo, os vírus, as bactérias e os fungos, de que está na hora de decompor aquele tecido morto. Esse é o trabalho deles no universo físico; devolver um corpo à terra.

Já lhe disse que quando a energia em nosso corpo diminui por causa do tipo de alimento que comemos, isso nos torna suscetível às doenças.

Eis como funciona: quando comemos, o alimento é metabolizado e deixa resíduos ou cinzas em nosso corpo. Esses resíduos são de natureza ácida ou alcalina, dependendo da comida; se ela for alcalina, então pode ser rapidamente extraída de nosso corpo com pouca energia. No entanto, se esses produtos residuais são ácidos, fica muito difícil para o sangue e o sistema linfático os eliminarem, e eles são depositados em nossos órgãos e tecidos como sólidos, formas cristalinas de baixa vibração que criam bloqueios ou rupturas nos níveis vibratórios das nossas células.

Quanto mais desses subprodutos ácidos são depositados em nosso corpo, mais ácidos os tecidos se tornam… e adivinhe o que acontece? Um micróbio aparece, sente todo esse ácido e diz: “Ah, este corpo está pronto para ser decomposto.” Está entendendo?

Quando um organismo morre, o corpo muda rapidamente para um ambiente altamente ácido e é consumido pelos micróbios bem depressa. Se começarmos a aparentar esse estado muito ácido, ou estado de morte, então começamos a sofrer o ataque de micróbios. Todas as doenças humanas resultam de um ataque desses. (…)

Todas as doenças surgem por meio da ação microbiana. Vários micróbios foram associados às lesões arteriais da doença coronária, assim como à produção de tumores cancerígenos. Mas, lembre-se, os micróbios estão apenas fazendo a sua função; a verdadeira causa é a alimentação que provoca o ambiente ácido.

(…) Nós, humanos, estamos em um dos dois estados: ou no alcalino, de alta energia, ou no ácido, que avisa os micróbios que habitam em nós ou que surgem que estamos prontos para sermos decompostos.

A doença é literalmente uma decomposição de alguma parte do nosso corpo, porque os micróbios perto de nós receberam o sinal de que já estamos mortos. (…)

Geralmente, os alimentos que deixam resíduos ácidos em nosso corpo são pesados, cozidos demais, industrializados demais, e doces – como carnes, farinhas, balas, álcool, café e as frutas mais doces; os alimentos alcalinos são mais verdes, mais frescos, mais vivos, tais como legumes frescos e seu suco, verduras, brotos e frutas como abacate, tomate, grapefruit e limão.


É muito simples.

Somos seres espirituais num mundo espiritual e energético. Vocês no Ocidente podem ter crescido achando que a carne cozida e os alimentos industrializados são bons; mas agora sabemos que eles criam um ambiente de lenta decomposição que ao longo do tempo cobra seu preço. Todas as doenças debilitantes que afligem a humanidade, como arterioesclerose, enfarte, artrite, aids e especialmente os vários tipos de câncer, existem porque poluímos nosso corpo, o que avisa aos micróbios dentro de nós que estamos prontos para nos decompor, desenergizar, morrer.

Sempre nos perguntamos por que certas pessoas expostas aos mesmos micróbios não sofrem o contágio de uma doença; a diferença é o ambiente do interior do organismo. A boa notícia é que, mesmo se tivermos excesso de acidez no corpo e começarmos a nos decompor, a situação pode ser revertida se melhorarmos nossa nutrição e passarmos para um estado alcalino e de energia mais alta. (…)

Estamos vivendo na idade das trevas no que refere aos princípios de um corpo vibrante e altamente energético. Os seres humanos deveriam viver mais de 150 anos. Mas a nossa alimentação é tal que imediatamente começa a nos destruir. Em toda parte vemos pessoas que estão se decompondo diante dos nossos olhos. Mas não precisa ser assim.

Extraído do livro O Segredo de Shambahla, de James Redfield.

Fonte: Doce Limão.